Rua Instituto de Cegos de São Manuel 231, 4050-308 Porto

geral@saudeinfantilporto.com

227 666 508 | 967 384 469

  • Facebook
  • Instagram

©2018 by SIP - Saúde Infantil Porto. 

    Como escolher uma secretária: o que é importante para a saúde da mente e corpo

    A aprendizagem nasce com a livre exploração do brincar e do movimento, mas quando a criança atinge a idade escolar começamos a preocupar-nos com a importância de designar uma área específica para os trabalhos de casa e estudos. Por vezes, é fácil cair no erro de simplificar esta tarefa a uma escolha de secretária vitalícia que eventualmente é substituída por um sofá ou cama muito mais confortável mas prejudicial em vários aspetos.






    Atualmente, é exigido das crianças que passem longos períodos sentadas, restritas de movimento, muitas vezes em posturas incorretas, sem nenhuma atenção às necessidades naturais do corpo em termos de movimento, conforto ou funcionalidade. Ao planearmos um espaço de trabalho para uma criança, certos fatores devem ser levados em conta para que esta área seja utilizada, desejada e um recurso indispensável na tarefa já exigente que é o percurso académico.

    Espaço


    Movimento! A maior razão que leva muitos a transitarem da mesa para o sofá ou cama no momento de estudar é a liberdade de movimento. Ao posicionarmos as secretárias ou mesas em espaços apertados, estamos a condicionar a liberdade da criança de entrar e sair facilmente, reajustar a posição corporal durante o tempo que está sentada e de aceder aos materiais de uma forma rápida e natural. Qualquer espaço pensado para brincar, relaxar ou trabalhar deve ser amplo o suficiente para permitir o movimento da criança.


    Tamanho


    A utilização de um sofá facilita o movimento durante o estudo, mas prejudica severamente a postura da criança, o que é importante para o desenvolvimento adequado do corpo. Uma postura correta implica que as crianças não se sentem curvadas, que os pés não fiquem suspensos no ar e que a superfície de trabalho tenha uma distancia aproximada de 30 cm dos olhos.


    Idealmente, a secretária deve ser ajustável, em tamanho e inclinação, para acompanhar o crescimento da criança e facilitar a escrita e digitação. Caso isto não seja possível, consoante o crescimento deve ser substituída para garantir a continuação de uma boa postura.


    Igualmente, a cadeira deve ser ajustável em termos de inclinação nas costas e altura para não restringir o movimento das pernas e garantir que estas mantenham um ángulo de 90 graus. Uma cadeira com rodas também facilita o movimento e mudança de posição do corpo, evitando efeitos prejudiciais de retenção excessiva do corpo na mesma posição durante longos períodos de tempo.


    Funcionalidade


    A organização e simplicidade numa área de trabalho evita distrações e incentiva bons hábitos de cuidados e responsabilidade. Prateleiras, compartimentos e gavetas onde a criança possa guardar os seus materiais são uma grande vantagem. Enquanto o sentido de ordem é importante em qualquer espaço da casa, a falta deste na área de trabalho pode criar sentimentos de ansiedade e caos que retiram o prazer em relação à aprendizagem.


    Personalização


    É importante que a criança sinta que o espaço é dela e para ela. É difícil sentir prazer por um espaço que não é apelativo ou faça a criança sentir que não lhe pertence. O gosto individual da criança deve-se refletir na decoração e nos detalhes destes espaços. É muito mais provável que os seus filhos se sintam felizes e trabalhem melhor se a mesa deles se adequar à sua personalidade.


    Sara Arieiro

    Licenciada em Psicologia

    203 visualizações